Relatório Anual 2006/2007

Fazendo justiça à sua politica de transparência, a Mazars publica, pelo terceiro ano consecutivo, o seu relatório anual. Este relatório inclui as nossas contas consolidadas e auditadas conforme as normas IFRS.

O ano de 2006/07 foi um de exploração minuciosa de novos territórios. Aqueles caminhos especiais, Terra fora, que, na sua completa e extraordinária diversidade, são conhecidos como sendo simplesmente os seus jardins. Reflectem algumas grandes aspirações do Homem e uma arte praticada e apreciada pelo mundo inteiro. Os jardins são definidos pelos seus limites mas formam também uma fonte de inspiração infinita. Jardinar é a arte de trabalhar com a natureza e não contra ela. Requer não só de uma visão global como também de uma atenção minuciosa acordada a cada pequeno detalhe. É uma arte que faz sentido para todo aquele que se sente responsável do seu ambiente, económico, humano e natural.

A nível internacional, a abordagem torna-se um pouco mais política. Em vez de impor uma homogeneidade uniforme baseada na percepção da eficácia dominante, a arte reside na cultura da diversidade e na capitalização das diferenças culturais de forma a servir o interesse comum da melhor forma.

A edição 2006-2007 do nosso relatório anual quer-se o reflexo desta visão, ilustrando o nosso compromisso em querer cultivar; em todos os continentes, um ambiente apropriado, fértil e estimulante para os nossos colaboradores, os nossos clientes, a sociedade e as economias mundiais.

Share