Práticas responsáveis na banca: estudo benchmark 2021

Diante de uma grande turbulência económica e social decorrente da Covid-19, os bancos em todo o mundo continuam a levar a sustentabilidade a sério e a reconhecer com firmeza os riscos e oportunidades relacionados, tanto para o mercado como para os stakeholders em geral. Pelo segundo ano consecutivo, a Mazars publica o seu relatório sobre práticas responsáveis na banca que pretende avaliar a forma como os bancos incorporam a sustentabilidade nas suas práticas comerciais.

O mundo financeiro não pode continuar a ver o seu futuro dissociado do meio ambiente e dos desenvolvimentos relacionados com as alterações climáticas. Apenas em 2020, os desastres naturais resultaram em US$210 biliões de danos e o Banco da Inglaterra estima que até US$20 triliões em ativos podem estar em risco com as alterações climáticas.

Para ajudar os bancos e os seus stakeholders nesta transição, o estudo deste ano baseia-se em relatórios anteriores da Mazars publicados em 2020: “Responsible banking practices, benchmark study” e “How banks are responding to the financial risks of climate change”. Este ano, após o feedback e o interesse dos stakeholders, o estudo analisa uma amostra mais ampla de 37 bancos com sede na África, Américas, Ásia-Pacífico e Europa. Através de relatórios públicos desses bancos disponíveis de 2019/20, identificamos as melhores práticas em evolução e as tendências em desenvolvimento na gestão de risco de mudança climática e questões sociais e de governo mais amplas.

Ponto de situação

Classificando os 37 bancos em quatro categorias - excelentes, líderes, apoiantes e seguidores - é animador ver que um banco foi classificado como excelente, obtendo uma pontuação positiva em mais de 95% dos critérios definidos na nossa avaliação. Também é notável ver mais bancos classificados como líderes e apoiantes em comparação com as conclusões do ano passado, e menos (apenas sete) classificados como seguidores.

No entanto, os desafios permanecem, e o nosso estudo de referência reafirma que fortes práticas de sustentabilidade vêm muitas vezes de mãos dadas com diretrizes consistentes da indústria e requisitos fornecidos pelos reguladores e governos locais.

Saiba mais

Faça download do relatório

Documento

Responsible banking practices - benchmark study 2021

Responsible banking practices - benchmark study 2021