Mazars anuncia crescimento de 15.9% no último ano e fusão estratégica na China

A Mazars atinge volume de negócios de 1,25 mil milhões de euros no exercício fiscal 2014-2015. Esta evolução é explicada por um crescimento orgânico de 6%, pela integração de novos associados, que também contribuiu com um crescimento de 6%, e por efeitos cambiais.

O volume de negócios da Mazars cresceu 15,9% no exercício fiscal de 2014-2015, em Agosto, face ao período imediatamente anterior, para 1,25 mil milhões de euros.

Esta evolução é explicada por um crescimento orgânico de 6%, pela integração de novos associados, que também contribuiu com um crescimento de 6%, e por efeitos cambiais.

A firma chinesa ZhongShen ZhongHuan integra o Partnership Internacional da Mazars 

No final de 2015, a Mazars conclui um processo estratégico de fusão com a auditora chinesa ZhongShen ZhongHuan, que permitiu à organização reforçar substancialmente a sua capacidade, com a integração de 1.800 profissionais e 83 partners, em 15 escritórios no mercado chinês.

Philippe Castagnac, presidente executivo da Mazars, afirma que, "depois da integração de uma importante estrutura na Alemanha, esta operação na China representa não só um impulso significativo para a Mazars, mas também o compromisso de crescimento adicional numa das maiores economias do mundo”.

Na mesma altura, foi integrada a empresa moçambicana MC Consulting, o que permite à Mazars estar completamente operacional em Moçambique.

Luís Gaspar, managing partner da Mazars em Portugal, afirma que“estas notícias mostram que a Mazars tem capacidade para continuar a crescer e a atrair talento, através do reconhecimento da sua capacidade técnica e forma de estar no mercado”.

Share