Digital Finance: Meeting Ethics & Compliance Challenges in Financial Services

A Mazars reconhece a digitalização como um tópico de grande importância na indústria dos serviços financeiros; por esse motivo, desenvolveu um programa em parceria com a Economist Intelligence Unit que analisa a forma como os bancos, seguradoras e empresas de imobiliário estão a adaptar os seus procedimentos de avaliação de risco e reporte ao novo ambiente digital.

Os desafios da ética e do compliance

A iniciativa conjunta da Mazars e da Economist Intelligence Unit pretende analisar os novos desafios do digital finance no contexto da ética e do compliance.

Os serviços financeiros foram desde sempre uma indústria baseada em informação. No entanto a evolução tecnológica tem vindo a moldar os setores bancário, segurador e imobiliário desafiando, inclusive, as bases da sua operação. Desde o data analytics aos pagamentos eletrónicos, e de muitas outras formas, os serviços financeiros têm sofrido grandes transformações nos últimos anos.

Não menos importante foi a mudança na regulação desencadeada pela crise financeira global de 2007-2008. O aumento exponencial do reforço da regulação na gestão de dados, especialmente nos Estados Unidos da América e na Europa, tem criado novas obrigações às empresas da indústria financeira, no tipo de informação que prestam, na forma como a prestam e, também, no modo como mantêm e usam informação.

Esta dupla tendência – de mais regulação e de digitalização do setor – torna vital que os executivos compreendam o enquadramento e a forma como as duas tendências se conjugam, e como são alavancadas as mudanças tecnológicas, de modo a apoiar as funções de compliance, transformando-as numa vantagem competitiva.

Paralelamente ao reforço da regulação, os sistemas de controlo financeiro das empresas financeiras foram também reforçados, englobando processos operacionais e códigos de conduta. As empresas de serviços financeiros querem recuperar a confiança dos reguladores e dos clientes e procuram, com estas medidas, não só assegurar a legalidade e a ética das suas operações, como definir standards mais altos que os padrões normais de mercado.

Como é que as entidades de serviços financeiros estão a usar as ferramentas digitais para melhorar as práticas de ética e transparência?

O relatório EIU e da Mazars analisa os serviços financeiros na ótica da ética e do compliance, com uma avaliação do impacto da tecnologia na mudança. Isto prende-se com a ética e o compliance dos negócios, no geral, mas destaca também as obrigações legais e de reporte, assim como ambientais, sociais, de direitos humanos e anti-corrupção, preocupações que têm vindo a ser abordadas por uma faixa crescente do sector dos serviços financeiros.

Para mais informações faça downloand do relatório compleo EIU/Mazars e visite o nosso blogue http://financialservices.mazars.com/ dedicado aos serviços financeiros.

Downloads

Share