Consumidores chineses em 2021: como estão a mudar as prioridades no consumo de lifestyle

O mercado consumidor da China, perdendo apenas para os EUA, é fundamental para marcas nacionais e internacionais. Embora os comportamentos de compra dos consumidores na China tenham sido bem documentados, as mudanças mais recentes nas preferências dos consumidores após a Covid-19 são menos conhecidas. O nosso novo estudo “Consumidores chineses em 2021: como estão a mudar as prioridades no consumo de lifestyle” procura investigar tendências no comportamento de compra e demonstra uma mudança de preferência de bens materiais para experienciais.

Publicado em parceria com a Accor, Bulgari, Maserati, Remy Cointreau e Noblesse, o estudo avalia as preferências de lifestyle dos consumidores, entre homens e mulheres de várias gerações e níveis de cidade, e revela algumas novas tendências que definirão o mercado consumidor chinês nos próximos anos.

Faça download do relatório completo

Do ter ao ser: como os consumidores chineses estão a alterar as suas prioridades de consumo para se alinharem com objetivos de desenvolvimento pessoal

Baseado na pesquisa original, este relatório revela que estão a surgir novas categorias de crescimento e, com elas, novas oportunidades. Num ambiente económico pós-pandémico, os chineses citadinos estão a focar-se em experiências - sejam refeições requintadas, eventos culturais, desportos ou educação complementar - para dar um novo sentido às suas vidas.

Emergir da pandemia com uma nova atitude em relação aos gastos

Três quartos dos entrevistados afirmam que o seu consumo de lifestyle mudou desde o início da pandemia Covid-19. A China foi o primeiro país a emergir da pandemia e em 2021 viu o mercado de turismo doméstico e de alimentos e bebidas recuperarem numa onda de procura reprimida. Onde os consumidores estão a gastar mais e de que forma os seus hábitos mudaram desde a era pré-pandemia? O que as marcas de consumo podem fazer para responder às necessidades em constante mudança dos seus públicos-alvo?

Abraçar o intangível

Os bens de luxo estão a passar para segundo plano em relação aos gastos com experiências e bem-estar, à medida que os consumidores de todos os géneros, gerações e níveis de cidade estão a mudar os seus hábitos de consumo para o intangível. No entanto, cada estrato adotou as suas próprias preferências. De que forma essa reavaliação dos gastos com lifestyle influenciou cada perfil de consumidor? Quais os produtos e serviços mais procurados para cada estrato e que tendências de consumo vieram para ficar nos próximos anos?

Leia nosso novo relatório e fique a conhecer as últimas tendências em gastos do consumidor e saiba o que as marcas podem fazer para acompanhar essas mudanças de prioridades.

Faça download do relatório completo.

Documento

Mazars-Chinese-Consumers-in-2021
Mazars-Chinese-Consumers-in-2021